Obsessão

[print_link] | [email_link]

Eu sou uma pessoa dada a obsessões, coloco uma coisa na cabeça e sigo em frente como se nada mais houvesse no mundo. Foi assim quando eu resolvi aprender inglês e alemão, quando eu quis voltar a andar de bicicleta durante a viagem – fazia uns 15 anos que não subia numa e resolvi pedalar 20Km logo depois de descobrir que não tinha esquecido como se faz – e agora dei de encasquetar com a Noruega. O motivo não vem ao caso mas fato é que, atualmente, tudo o que vem de lá me interessa.

No meio de toda essa empolgação, me lembrei de um livro que li há uns quase três anos de um autor norueguês – Jostein Gaarder, o mesmo d’O Mundo de Sofia – e fui atrás dele na estante.

É um livrinho bonitinho, com um quê filosófico e uma historinha romântica que me fez suspirar. Ao longo da trama aparecem milhares de menções a pudim de laranja e terminando o livro eu estava com mais uma obsessão: fazer um pudim de laranjas. Eu tava que não me aguentava, PRECISAVA, de qualquer jeito, fazer um. Obviamente que primeiro procurei por uma receita norueguesa, não tendo achado nenhuma, me contentei com esta mesmo:

– calda de açúcar para untar a forma;

– uma lata de leite condensado;

– a mesma medida de suco de laranja;

– quatro ovos;

– uma colher de chá de raspas de laranja.

Forre uma forma de buraco no meio com a calda de açúcar. Bata todos os ingredientes no liquidificador e despeje na forma untada. Asse em banho maria em forno médio por 1h e 30 min. Depois de frio, leve para a geladeira por 6 horas. Desenforme e sirva.

O duro é que não dá pra fazer e servir, mas vale muito a pena.

O pudim saindo do forno.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sobre Ângela

Professora, mestranda e dona de casa. Ou seja, a pessoa que, na concepção dos outros, menos trabalha no mundo.

Comentários

  1. Olá!
    Amei o seu blog! Dicas ótimas que vão me ajudar com certeza.
    Estou começando a morar sozinha, ainda sentindo muita falta da casa dos meus pais e sentindo aquela cobrança que recai sobre as jovens mulheres que resolvem sair de casa antes de casar.
    É bom saber que não estou sozinha! rsrsrsrs
    Abraço!
    Dani

  2. Ângela diz:

    Tá sozinha não, Dani! Que bom que você gostou do blog, espero que possa ser útil pra você. =)
    E sabe como é, né? Qualquer coisa, grita que a gente tenta ajudar!
    Bjs!

  3. Adorei a receita e acho que voc~e vai adorar também o A Garota das Laranjas, do mesmo autor. Eu tenho muita coisa dele em casa e acho uma delícia.

  4. Ângela diz:

    O livro é muito bonitinho, né? Na Noruega também saiu um filme baseado nele, eu baixei mas tá meio difícil de entender sem legendas em inglês.
    Do mesmo autor eu já li o Mundo de Sofia, O dia do Curinga e Através do Espelho. Comecei a ler Maya mas achei meio chato e parei no meio…
    Bjs!

  5. Ah, Maya é um porre. Aliás, nem O Mundo de Sofia é meu favorito, muito “paradidático”. O “Através do Espelho” eu gostei muito, tem uma tristeza bonita, não tem?

Deixe o seu comentário

*

css.php