Ângela queria espátulas

[print_link] | [email_link]

Eu nunca tinha feito um bolo confeitado na vida, achava que não tinha competência para tal. Aí um dia comprei um livro da Nigella e nele tinha uma receita que eu fiquei doida pra fazer, de Boston Cream Pie, mas que fui adiando. Até o dia em que a Ana Sinhana me convidou pra ir cozinhar na casa dela numa bela tarde de sexta. Cheguei lá com o livro e a vontade: “Vamos fazer esse???”

Fizemos os dois pães-de-ló  que são a base da coisa toda e depois partimos pro recheio e cobertura. Na hora de montar pra ficar igual ao da foto (já contei aqui que eu adoro fazer “igual ao da foto”?) que me liguei que precisaria dar um jeito de espalhar o recheio por cima do bolo. #comofas? Precisa de espátula. A Ana, cozinheira mais experiente do que eu, claro que tinha uma e eu me meti a usar. Até que deu certo pra uma primeira tentativa.

Né que o danado ficou bonito?

Aí eu resolvi que também queria uma espátula pra chamar de minha e fui atrás de uma. Procurei em tudo quanto era loja de utensílios de cozinha e nada de encontrar. Num momento de iluminação recorri à Amazon e encontrei um kit de cupcakes da Wilton que tinha com uma espátula de 9 polegadas, uns 20 cm, e achei que essa tava de bom tamanho. Mas o kit era de cupcakes, bolinhos, não bolões e os 20 cm eram correspondentes ao tamanho da coisa toda e não só da lâmina, ela deve ter uns 10 cm, se muito. Fóm… decepcionei-me. Mas não desisti, queria uma pra confeitar bolos de comer em grupo, não individualmente.

Eu sou brasileira e não desisto nunca, num site brasileiro achei outra espátula também da Wilton e com a mesma descrição da primeira, com a diferença de não fazer parte de um kit. Eu sou loira e não presto atenção nas coisas nunca. Fóm… era iNgual à primeira.

Em Agosto estive no Rio visitando um amigo querido que me levou a um lugar muito divertido, uma loja chamada Se Ligue (ou Se Liga?) no Saara. O Saara é tipo a 25 de Março, com a diferença das mulheres usarem calças mais justas e blusas mais curtas. Divagações à parte, nessa loja encontrei a espátula dos meus sonhos, 20 cm de lâmina. Chegando em São Paulo resolvi repetir o sucesso do Boston Cream ignorando completamente a minha total falta de habilidade para assar pães-de-ló. Fui com a cara e a coragem, forrei as formas com papel manteiga, usei a farinha que já vem com fermento da Dona Benta, aquela linda, coloquei no forno, esperei dar o tempo certo, tirei os bolos e… eles eram da espessura de um dedo. Juro! Nesse dia eu quase chorei, não só o bolo tinha ficado horrendo como não seria dessa vez que a espátula seria usada. Fóm…

Isso lá é bolo que se apresente?

Mas tudo bem, pelo menos agora eu tenho não apenas uma, mas DUAS espátulas pra chamar de minhas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sobre Ângela

Professora, mestranda e dona de casa. Ou seja, a pessoa que, na concepção dos outros, menos trabalha no mundo.

Comentários

  1. Poutz, isso que dá fazer bolo longe dazamiga… hahahaha!
    Sabe que essa espátula é uma mão na roda, né? E a gradinha de esfriar também (comprei uma Wilton, pq sou phyna, ryca e aniversariante!)
    Bj

  2. Encontrei mais um blog legal…que bom !!!

    Sucesso !!!

  3. Ângela diz:

    Oi Gi! Obrigada pelos votos!

Deixe o seu comentário

*

css.php