Bolo de Bala

[print_link] | [email_link]

Há um tempo atrás fui com meus amigos Bruna e Eduardo conhecer a Papabubble em Pinheiros (na Rua dos Pinheiros, não lembro o número mas tenho certeza que o Google sabe te dar essa informação), uma loja de balas maneiríssima, estilo Willy Wonka. Combinamos o encontro pelo Facebook e a chamada “Vamos na loja de balas na sexta-feira?” causou frenessi, todo mundo querendo saber o que era o programa. Eu, hein? Em que mundo vivemos que as pessoas não conseguem apenas enxergar as coisas pelo que elas são? Como bem disse a Bruna: é uma loja, que vende balas. Mas não é só isso, são balas gostosas pra caramba! E tem tanto sabor e tipo que fica difícil escolher qual levar. Voltei pra casa com dois potes; um grande de sabores de frutas variadas e bem coloridos que acabou rapidão e um menor, todo azul, branco e rosa com sabor de framboesa e limão siciliano.

As balas são duríssimas e grudentíssimas, mas depois de um tempo no pote começam a amolecer e perdem um pouco da graça. Inspirada numa ideia de uma das vendedoras da loja, de moer a bala e usar como açúcar de caipirinha, eu resolvi que ia fazer um bolo com açúcar de bala. Escolhi a receita mais simples que eu tinha, essa aqui, e mandei ver. Moí a bala no liquidificador e usei no lugar do açúcar refinado de sempre. Fica um gosto bem interessante e todo mundo que provou gostou, mas ainda acho que faria mais sucesso entre crianças do que adultos. Por uma simples questão de paladar mesmo, sem contar os pontinhos coloridinhos no meio que dão uma bossa.

A dica que eu dou é de comprar o pacotão de resto de bala que elas vendem lá. As balinhas são todas lindas, fofas, cuti-cuti, com um desenho ou um escrito no meio e o que sobra delas, geralmente um pedação meio feio mas não menos gostoso, elas embalam e vendem por um precinho camarada. O único porém é que cada pedaço é de um único sabor, ao passo que se você comprar um potinho sortido vai ter a surpresa de encontrar gostinhos diferentes na massa do bolo.

O bolo fica bem fofinho e branquinho, pontilhado de azul e rosa do açúcar de bala.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sobre Ângela

Professora, mestranda e dona de casa. Ou seja, a pessoa que, na concepção dos outros, menos trabalha no mundo.

Comentários

  1. Oi Ângela… Estou conhecendo seu blog… Muito bom! Parabéns! Com certeza irei sempre visitá-lo. Sou licenciada em História, morei no Rio nos últimos anos e recentemente me mudei para Curitiba/PR. Estou vivendo intensamente a fase dona de casa… Ainda mais nesta fase de mudanças, onde não rola nem uma ajudante (rss).
    Tenho um blog tbm de variedades, onde escrevo entre outros assuntos, sobre casa e culinária. Se vc quiser conhecer, será muito bem vinda:

    http://www.amenidadesdekelly.blogspot.com

    Beijoka!

Deixe o seu comentário

*

css.php