A caixa de Pandora

[print_link] | [email_link]

Toda Amélia que se preza precisa saber costurar, não precisa ser uma costureira de mão cheia que sabe até fazer vestido de noiva, mas pelo menos fazer uma barra e pregar um botão. Para tanto, faz-se necessário ter a sua própria caixinhade costura.

Uma boa caixinha de costura tem:

– Um desmanchador de costura;

– Um encarte com agulhas de tamanhos e espessuras diferentes;

– Uma tesoura afiada e com ponta;

– Uma tesourinha;

– Linhas de cores variadas (pode ser um monte de retrós de cor diferente ou uma meada com fios de várias cores);

– Botões variados (depois de um tempo costurando você junta vários, mas você também pode comprar alguns);

– Ganchinhos e botõezinhos de pressão;

– Alfinetes (eu prefiro os que têm cabeça de bolinha maiorzinha e são coloridos do que os inteiros de metal);

– Uma fita métrica;

– Um giz de alfaiate.

Eu costumo comprar esses artigos todos na 25 de março no centro de São Paulo, pois lá você compra tudo muito mais barato. O problema é que a maioria das lojas lá só vende por atacado e aí você acaba ficando com três desmanchadores de tecido, cinco giz de alfaiate e duas fitas métricas. Nesse caso é bom ir com uma amiga e dividir o saldo das compras com ela, além dos custos, é claro.

Quanto à caixa propriamente dita, não precisa ser uma dessas “oficias de costura” com lugares para retrós, tesoura e afins, pode ser só uma caixa normal mesmo. O que conta é a sua organização dentro da caixa, eu costumo deixar tudo separado em latinhas: uma latinha de alfinete, uma de colchete, uma de linha…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sobre Ângela

Professora, mestranda e dona de casa. Ou seja, a pessoa que, na concepção dos outros, menos trabalha no mundo.

Deixe o seu comentário

*

css.php