Muito prazer, meu nome é Sakura.

[print_link] | [email_link]

Que eu adoro cachorros e que eu tenho um akita chamado Hachi todo mundo já sabe, mas acho que nem todo mundo já ouviu falar do meu outro cachorro; uma akita chamada Sakura. Ao contrário do Hachi, que foi adotado já adulto, a Saka veio para a nossa casa ainda bebê e, diga-se de passagem, o filhote mais lindo que eu já vi na minha vida.

filhote de akita

Ai de quem discordar de mim!

Pois muito bem, Sakura cresceu linda, saudável e muito mimada pela minha mãe, que todo dia divide uma mexerica com ela no café-da-manhã. Ela reina absoluta na casa da minha mãe e acabou nunca tendo muito contato com outros cachorros, o que fez com que ela se tornasse um pouco antissocial.

Em fevereiro de 2010 Hachizinho foi morar comigo em São Paulo e demorou muito tempo até que ele viesse conhecer a irmã. Finalmente em abril eu o levei para Campinas e deu-se o primeiro encontro dos dois e o tema deste post, que é a apresentação de dois cachorros.

Quem ajudou a fazer a aproximação foi o Roberto, adestrador de cachorros que encontrou o Hachi na rua, e isso teve uma importância fundamental pois os dois cachorros têm antecedentes antissociais. A primeira coisa que fizemos foi levar os dois para passear em um lugar longe da casa da minha mãe, para irem se conhecendo (cheirando) ao longo do caminho. Por que não já colocar o Hachi junto com a Sakura no quintal na hora que chegamos? Porque cachorros são territoriais e o quintal em questão é território da Sakura, que se sentiria ameaçada ao vê-lo invadido por outro cachorro que ela nem sabe quem é.

O passeio foi longo, para que os dois ficassem bem cansados e a probabilidade de uma briga acontecer diminuísse. É importante ir deixando as coisas acontecerem no ritmo deles e não forçar uma aproximação. Quando os dois já estavam de língua de fora, voltamos para casa. Neste momento surge a pergunta: Qual cachorro deixar entrar primeiro? O dono da casa, para que ele se sinta menos ameaçado. É importante ficar todo mundo ali meio por perto e se tiver um esguicho à mão, melhor ainda. É agora que a chance de haver alguma briga aumenta pois o cachorro novo vai querer marcar território e o dono do território não vai achar muita graça. E qual o papel do esguicho? Bom, como no caso são dois akitas, eu é que não sou louca de ir enfiar minha mão no meio da briga e uma bela esguichada de água fria acalma os ânimos e costuma separar os cães.

Ficar por perto é importante, mas mais importante ainda é manter a calma, pois é impressionante como eles percebem o seu estado de espírito e agitação. Se você estiver nervoso, vai criar um clima tenso, mais propício a brigas. Mantendo a calma, vai passar este sentimento pros bichinhos. Por fim é só ir se afastando gradualmente e deixar que eles mesmos se entendam.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Sobre Ângela

Professora, mestranda e dona de casa. Ou seja, a pessoa que, na concepção dos outros, menos trabalha no mundo.

Comentários

  1. Ahhhhhhh….que lindo!!! Sou apaixonada pelo akira desde que assisti o filme “Sempre ao seu lado”!!!

    Adoreiiiiiii o blog!!! Já virei leitora fiel! Bjos

  2. Essa história me lembrou a do meu namorado. Ele conheceu a irmã quando já tinha uns 11 anos. Ela foi morar com a família e se estranharam um pouco no começo. O pai colocou os dois para brincar e deu tudo certo no final! P.S. Que liiindo o cachorro!

  3. Lindíssimo. Lembrei daquele filme com o Richard Gere ( quero dizer, não do Richard Gere mesmo, e sim do akita do filme xD).
    Aqui tenho duas gatinhas, e animais realmente sabem/sentem a insegurança entre outros sentimentos do dono. É mesmo incrível.
    beijos!

  4. Ângela diz:

    A Saka eh a minha princesa. Quer dizer, a princesa da casa!

  5. Ângela diz:

    Eh impressionante como eles percebem tudo, nao eh? Nao consigo imaginar minha vida sem os dois!
    Bjs!

  6. Carol diz:

    Ha, Saka minha paixão enervética!
    Tão bonita na foto, desde pequenina uma princesinha. =)

  7. Antes de tudo aprabéns pelo blog.Também sou blogueira do Madame Excêntrica (www.madameexcentrica.blospot.com).Lindo seu Akita!Meu irmão mais novo é apaixonado por essa raça,mas tivemos certa dificuldade entrar aqui no Recife.Como ele queria muito criar um cachorro conseguimos uma cadela linda da raça Pastor Alemão.O nome dela é Nikita e transformou nossas vidas com seus latidos!!!!A casa ficou muito melhor!
    Não desistimos de ter o nosso Akita quem sabe em breve!
    bjs

  8. Ângela diz:

    Katiana, o canil do qual eu comprei a Saka entrega em todo Brasil. Procure por canil matsuyama no google e entre em contato com o Roberto. Ele eh otimo, vai te dar dicas preciosas.
    B js!

  9. Fcostta diz:

    muito linda ela.
    desculpe o comentario, mas a foto ficou tão perfeita que passa a impressão de que ela esta empalhada…
    rs.. sorry… sorry..

  10. gente eu sou de londrina-pr e eu vou comprar um akita
    mais eu nao sei um lugar, alguem poderia me dizer??

  11. Gata balinesa diz:

    Meu maior desejo é ter uma Akita fêmea branca, e quero saber qual foi o preço da sua…

  12. Tatiana diz:

    Oi Angela!
    Estou adorando seu blog.
    Tenho uma mestica de akita que nos adotou e mora com a minha familia ha mais de 16 anos. Acreditamos que ela foi abandonada porque nasceu com as patinhas traseiras com má formacao.
    Parabens por ter adotado um filhinho de 4 patas, são nossos eternos amores.
    Siga firme no mestrado!
    Otima semana!!

Deixe o seu comentário

*

css.php